5 Min Leitura

Entenda o que é melhor: ventilador ou climatizador

Mulher com expressão feliz em frente ao ventilador ligado.

Com as mudanças climáticas repentinas e a intensificação do calor, é comum que surjam dúvidas quanto ao eletrodoméstico com o desempenho mais satisfatório para o ambiente doméstico ou comercial. Uma delas é: “o que é melhor: ventilador ou climatizador?”.

Para chegar a uma conclusão, é necessário entender qual é a diferença entre climatizador e ventilador. Afinal, compreendendo a função de cada aparelho, é possível eleger aquele que atende às necessidades e performa melhor em determinado ambiente. Veja todas as informações neste conteúdo preparado pela Clima Rio!

Ventilador x climatizador: comparação para critério de escolha

Muitas pessoas confundem os dois aparelhos e ficam em dúvida durante a compra do eletrodoméstico para ventilação ou climatização de lares e espaços comerciais. As principais características, vantagens e desvantagens são explicadas na sequência!

Funções

Você está se perguntando “o que é melhor: ventilador ou climatizador”? Então, compare-os pelo tipo de ambiente em que eles são utilizados. O primeiro utiliza as pás da hélice para deslocar o ar de um ponto ao outro, distribuindo-o por todo o cômodo na velocidade desejada.

Já o climatizador não altera o fluxo do ar, mas aumenta a umidade e diminui a temperatura do local. Para isso, ele utiliza um reservatório de água, por onde o ar quente passa e é liberado em pequenas gotículas resfriadas, que não incomodam em contato com a pele.

Ambiente

Como o ventilador cria um fluxo de ar direcionado, ele é ideal para ambientes fechados de diferentes tamanhos. A depender da área total do cômodo, mais de um aparelho pode ser necessário. A potência também pode ser maior, uniformizando a ventilação e evitando a sobrecarga de um único eletrodoméstico.

As regiões secas são mais indicadas para receber um climatizador, independentemente do tipo de cômodo em que ele será utilizado. A partir do vento do próprio ambiente de instalação, ele torna a sensação térmica mais agradável, enquanto deixa o ar mais fresco e puro. Essas mudanças são ainda mais benéficas para quem tem problemas respiratórios.

Ventilação

Se a sua prioridade é a ventilação, só há uma resposta para a pergunta “o que é melhor: ventilador ou climatizador”. Isso porque apenas o primeiro é capaz de mudar a intensidade e a direção do fluxo de ar no ambiente por meio da rotação das pás.

Por outro lado, mesmo sem alterar a circulação do vento, o climatizador diminui o incômodo do ar quente nos ambientes, principalmente durante o verão. Ele refresca o local a partir da liberação de gotículas geladas, que são ainda mais agradáveis no calor, quando pedras de gelo são colocadas no reservatório.

Praticidade

Ambos os eletrodomésticos são práticos de transportar e utilizar. O climatizador possui rodas na base para ser deslocado entre os cômodos. Não há segredo para usá-lo: basta encher o reservatório com água na temperatura de sua preferência, conectá-lo a uma tomada e acionar os botões do painel ou do controle remoto.

Nos modelos de torre, coluna e mesa, o ventilador também tem mobilidade facilitada, pois é leve e possui altura ajustável pela regulagem na base. O funcionamento é ainda mais fácil: só é necessário ligá-lo à rede elétrica e girar o indicador de intensidade de acordo com o que você preferir.

Homem contente com o efeito do climatizador em sua frente.

Potência

A potência do ventilador varia pela marca e pelo modelo. Geralmente, o modelo de teto é mais potente para girar pás mais longas e pesadas. Consequentemente, quanto maior for a quantidade de Watts, maiores são as chances de ruídos e gasto de energia elétrica.

A potência do climatizador também pode ser alta para acelerar o tempo de resfriamento do ar, feito com a água do reservatório. Porém, mesmo que esse atributo seja baixo, o funcionamento não é prejudicado, pois o ar climatizado é liberado na mesma temperatura.

Consumo de energia

Se você questiona “o que é melhor: ventilador ou climatizador” por causa dos gastos financeiros durante o mês, vale analisar o consumo de energia. A despesa do primeiro aparelho tende a ser proporcional à potência, dependendo da quantidade de horas em uso e do preço da tarifa de energia elétrica.

Esse raciocínio estende-se para o segundo aparelho. No entanto, como o trabalho exercido internamente é mais complexo, o consumo de energia costuma ser maior. Se a comparação fosse feita com um ar-condicionado, seria o contrário, já que ele é ainda mais potente.

Preço

Na compra de ventilador ou climatizador, a escolha também pode considerar a economia. O primeiro eletrodoméstico está disponível em modelos de mesa com valores acessíveis, conforme a marca, a potência e as tecnologias, como função turbo silenciosa ou economia energética.

Ainda que o segundo seja mais simples, representa um investimento maior, iniciado em cerca de R$ 400. Mesmo com esse custo, muitas pessoas dizem que o climatizador é melhor que o ventilador por exercer duas funções em apenas um aparelho, o que justifica o valor cobrado pelas marcas.

Seja qual for sua decisão, o melhor está na Clima Rio!

Agora, na sua opinião, o que é melhor: ventilador ou climatizador? Com as informações deste conteúdo, é possível comparar os eletrodomésticos de acordo com as suas necessidades. Independentemente do tipo, a escolha pode ser feita na Clima Rio, onde estão as melhores marcas e preços do mercado!