5 Min Leitura

Descubra quanto um ventilador gasta de energia por hora

Mulher usando o computador com o ventilador do lado.

O uso dos eletrodomésticos influencia diretamente o valor da conta de luz, mas você sabe quanto um ventilador gasta de energia por hora? Será que todos os modelos consomem o mesmo tanto ou existem variáveis que podem ajudar na economia?

É hora de descobrir se um ventilador gasta muito ou é possível utilizar o eletrodoméstico sem preocupações e aproveitar o vento produzido por ele por longas horas!

Como calcular o consumo de energia do ventilador

Para saber quanto um ventilador gasta de energia por hora, é simples: verifique a potência em Watts e divida por 1.000. Multiplique o resultado pelo período de utilização e, novamente, pela tarifa cobrada pela empresa responsável pela distribuição na região.

Tome como exemplo um ventilador de coluna de 170W que fica ligado por 8 h em uma região de tarifa R$0,60. A conta seria: 170/1.000 = 0,17 x 8 x 0,60 = R$0.816. O resultado poderia ser diferente caso a quantidade de horas fosse o total semanal ou mensal, tendo um aumento proporcional.

O consumo também é influenciado pela velocidade de uso do aparelho. Automaticamente, o ventilador gasta energia ao estar ligado, mas quanto maior for a velocidade selecionada, maior será o trabalho mecânico feito para a rotação da hélice e o uso da corrente elétrica.

Na maioria dos lares, o uso do ventilador costuma variar e nem sempre é constante, revelando valores mais baixos na conta. Já em ambientes comerciais, que mantêm a ventilação desde a abertura até o fechamento, é comum que o consumo seja maior, principalmente quando há mais de um aparelho.

Nesse caso, a conta pode ser útil para estimar o preço pago ao final do mês e reavaliar o sistema de ventilação. O consumo também reflete no impacto ambiental. Um modelo com alto uso energético pode ser substituído por outro com tecnologias que combinam potência e economia de energia.

Ventilador ligado de frente para um homem.

Como economizar energia ao usar o ventilador

Agora que você já sabe como calcular quanto um ventilador gasta de energia por hora, é interessante entender como diminuir o consumo energético. A primeira alternativa é escolher modelos econômicos, com selo A na classificação do Procel, que busca combater o desperdício e reduzir custos e investimentos do setor.

Diferentes modelos também têm gastos distintos, pois a média de potência costuma variar. O consumo de um ventilador de teto, por exemplo, costuma ser maior se comparado com um de mesa, pois ele precisa de mais energia para a rotação das pás de longo comprimento.

Como a velocidade é outro fator que influencia o gasto de energia, ela pode ser ajustada ao longo do dia. Ainda que seja uma atitude simples, usar o ventilador somente em dias abafados e ambientes sem janelas já contribui para reduzir parcialmente o consumo.

Outra forma de diminuir o consumo do ventilador por mês é trocando alguns aparelhos simples por outros mais potentes. Por exemplo, dois com potência baixa podem ser substituídos por um superior. Nesse caso, a quantidade deve se adequar ao tamanho do cômodo e ao posicionamento estratégico para manter a área de cobertura.

Qual consome mais: ventilador ou ar-condicionado

Ao pensar em quanto de energia gasta um ventilador por hora, talvez você esteja se perguntando se vale a pena substituí-lo por um ar-condicionado. Como eles possuem funcionalidades diferentes, em que um proporciona ventilação e o outro altera a temperatura, não há necessidade de realizar a troca.

Apesar disso, é comum compará-los para decidir investir no ambiente doméstico e comercial. A potência do ar-condicionado chega a ser 40 vezes maior que a do ventilador, consequentemente, a corrente elétrica necessária para o funcionamento dele também é superior.

Com esse dado, já é possível afirmar que o valor da conta de energia é elevado pelo ar-condicionado. Para economizar nesse quesito, vale apostar nos modelos com o selo Procel e em hábitos sustentáveis no dia a dia, como a função sleep durante a noite, evitando o gasto mais alto enquanto você dorme.

As considerações da comparação também podem variar conforme o uso em cada ambiente. Nem sempre os aparelhos são usados corretamente. Há fatores que podem aumentar ou diminuir o consumo de energia. Conservação das peças, instalação adequada e limpeza em dia são alguns elementos que devem ser verificados para manter a economia.

Escolha um ventilador com economia de energia na Clima Rio!

Ao saber quanto um ventilador gasta de energia por hora, você já pode tomar iniciativas sustentáveis e reduzir os custos. Na Clima Rio, há diversos modelos econômicos para uma ventilação. Faça um upgrade e veja a diferença!